Cidade de Vassouras

1

Coleção Primavera/Verão - 2009 - Gelsomina - Siena - Itália


.......

150

150

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Vontade de um abraço..

"Deu vontade de poder rever saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo e preencha todo espaço,
mas que faça lembrar do carinho, que surge devagarzinho
da magia da união dos corpos,
das auras..sei lá...
Lembrar do calor das mãos acariciando as costas a dizer...
"estou aqui."
Lembrar do trançar dos braços envolventes e seguros afirmando
"estou com você"...
Lembrar da transfusão de forçascom a suavidade do momento ...
sei lá..abraço...abraço...abraço...abraço...
abraço..abraço...abraço...abraço...abraço...
O que importa é a magia deste abraço!
A fusão de energia que harmoniza,integra tudo,
e que se traduz no cosmo, no tempo e no espaço.
Só sei que agora deu vontade desse abraço!!
Que afaste toda e qualquer angústia.
Que desperte a lágrima da alegria, e acalme o coração..
Que traduza a amizade,o amor e a emoção.
E para um abraço assim só pude pensar em você....
nessa sua energia, nessa sua sensibilidade que sabe entender o por quê...
dessa vontade desse abraço."

(Desconheço autor)
Tenha uma semana iluminada.
Carinhosamente....
Beijosssssss
Fatinha

domingo, 26 de outubro de 2008

Bom domingo...

Hoje é domingo...

dia lindo lá fora...
Quero te desejar...
um lindo e iluminado despertar...
desejo que este dia...
seja cheio de alegrias...
que você viva suas fantasias...
sonhe seus mais belos sonhos...
busque-se até encontrar-se...
ouça os pássaros...
veja as borboletas...
de flor em flor...
buscando o néctar...
buscando a doçura dessa vida...
escute o silêncio...
ele nos diz verdades...
Que os raios do sol...
transmitam-lhe alegria...
vida...energia...
Se a chuva mantiver-se
Que lhe traga gotas de bênçãos....
Faça uma fotossíntese em sua alma...
pense em Deus... ele te ilumina...
Te iluminará sempre...espere a lua e conte-lhe os seus mais íntimos segredos...
Hoje é domingo...
Viva... ria... corra....divirta-se...
Distribua amor para quem você ama...
Aproveite...... quem sabe assim você não perde o fôlego!
(Desconheço autor, recebi esse texto por e-mail)
Carinhosamente...
Beijossssssssss
Fatinha

sábado, 25 de outubro de 2008

Bom sabado prá você...

O dia aqui hoje está maravilhoso...
So mesmo um chopp desse...
Bom sábado pra você...
Curta da maneira que você gostar mais...
Carinhomente.
Beijossssssss
Fatinha

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Te amo... te amo... te amo...

Tanto tempo longe de você
Quero ao menos lhe falar
A distância não vai impedir
Meu amor de lhe encontrar
Cartas já não adiantam mais
Quero ouvir a sua voz
Vou telefonar dizendo
Que eu estou quase morrendo
De saudades de você
Eu te amo, eu te amo, eu te amo
Eu não sei por quanto tempo
Eu tenho ainda que esperar
Quantas vezes eu até chorei
Pois não pude suportar
Para mim não interessa
Tanta coisa sem você
E então me desespero
Por favor, meu bem, eu quero
Sem demora lhe falar
Eu te amo, eu te amo, eu te amo
Mas o dia que eu puder lhe encontrar
Eu quero contar o quanto eu sofri
Por todo esse tempo que eu quis lhe falar
Eu te amo, eu te amo, eu te amo

(Marisa Monte)
Tenha uma boa noite com
a letra dessa música linda.
Carinhosamente.
Beijosssss
Fatinha

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Boa Noite!

"Se algum dia eu encontrar
Um novo amor
Hei de ter amor pra dar
Amor e paz
Por isso eu vou
Guardar meu peito
Até quando por direito
Este amor chegar.”
Paulinho da Viola
Beijossssssssss
de Boa Noite!
Carinhosamente.
Fatinha

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

O silêncio....

"Pior do que a voz que cala,é um silêncio que fala.
Simples, rápido!
E quanta força!
Imediatamente me veio à cabeça situaçõe
sem que o silêncio me disse verdades terríveis,
pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.
Um telefone mudo.
Um e-mail que não chega.
Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.
Silêncios que falam sobre desinteresse,esquecimento, recusas.
Quantas coisas são ditas na quietude,
depois de uma discussão.
O perdão não vem,
nem um beijo,
nem uma gargalhada
para acabar com o clima de tensão.
Só ele permanece imutável,

o silêncio, a ante-sala do fim."
[fragmento do texto A voz do Silêncio, de Marta Medeiros].
Carinhosamente
Beijosssss
Fatinha

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Ei!!!!

Amanhã (21/10) é meu níver eu gosto
de parabéns, abraços e carinho

Beijossssssss

Boa semana para você.

Carinhosamente...

Fatinha

Adoreiiiiiiiiiiiiii..

Liberdade faz a Festa 2008
Parque de Exposições de Betim - Minas Gerais
Vitor e Léo
Lindo!!!
Jorge e Mateus
Daniel
Leo
Não dá para colocar todas as fotos aqui
mas estavam lá: Zezé de Camargo e Luciano, KLB, Sergio Reis,
Cesar Menotti e Fabiano, Leonardo e muitos outros.
Vale a pena conferir em 2009
Eu, estarei lá, com certeza.
Beijossssssss
Fatinha

sábado, 18 de outubro de 2008

Hojé é sábado...

Vamos ao chopp gelado..
E tudo que eu mereço!!!
"Quanto mais eu conheço os homens, mais eu amo meu cachorro"
.
Curta o seu dia também da maneira
que você achar melhor...
Carinhosamente.
Beijossss
Fatinha

Bom fim de semana

"Uma borboleta pousou no meio da solidão,
Na cor branca e preta,
Com suas asas polidas pelo tempo infinito,
Afagou o meu cabelo despenteado pelo cansaço.
Borrifando uma fumaça que de tão espessa,
Rastreou a aspereza de meu coração,
Deixando-a próxima...
Ao pensamento retraído...
Transformando a melancolia,
Em um despertar empírico,
Degustando os rastros da névoa.
Bateu asas pausadamente,
Entorpecida pelas retinas,
Umedecidas de papel crepom."

(desconheço autor)

Bom fim de semana.
Carinhosamente.
Beijossssss
Fatinha

A Dança da Morte...

Fernanda Torres
que perdeu seu pai Fernando Torres.
(na foto)
A peça Seria Cômico Se Não Fosse Sério, de Friedrich Dürrenmatt, foi o melhor espetáculo teatral que meus pais produziram em anos e anos de parceria.
Baseada na Dança da Morte, do dramaturgo sueco August Strindberg, ela se passa no início do século passado e conta a história de um general aposentado, Edgar, e sua esposa, Alice, que vivem às turras, isolados em um farol.
Um dia, o casal recebe a visita de um primo mafioso, que se esconde com eles no alto da torre. Depois de desassossegar a vida dos dois por doze vertiginosos rounds, o primo cafajeste se manda, devolvendo o par à sua mais derradeira solidão.
Jamais vou esquecer meu pai com barbas de Matusalém, vestido de general da I Guerra, dançando furiosamente a Dança dos Boiardos. Era sensacional. Lá pelo fim do espetáculo, Edgar se levantava louco, altivo, e dizia:
– Agora vou dançar a Dança dos Boiardos!
E começava uma coreografia ensandecida, meio russa, meio gaúcha, pulando em torno de uma espada no chão. Querendo exibir vigor ao primo escroque da esposa, Edgar dança até o limite de suas forças e acaba sofrendo um AVC.
A peça termina com Edgar numa cadeira, seqüelado pelo derrame, e Alice arrumando a desordem da casa por causa da passagem do primo.
Era de uma beleza terrível, cortante, teatro com T maiúsculo. Quem viu sabe.
Como com teatro não se brinca, havia ali o prenúncio de algo que viria a acontecer com meus pais anos depois, só que de maneira muito mais doce, amorosa e redentora. São as mensagens que recebemos ao longo da vida.
Minha mãe cuidaria dele, e ele dela; mais ela dele, por problemas de saúde, no terço final de seus 57 anos de casados. Uma amiga gostava de dizer que meu pai ainda estava vivo porque minha mãe e ele queriam assim.
Em 1986 meu pai sofreu um primeiro derrame, não detectado, durante a representação da tragédia grega Fedra. Ele esqueceu o texto em cena e, como a neurologia ainda engatinhava, levamos anos para entender que não era um problema psíquico, mas físico, o início de sua dança da morte, que levou vinte anos para acontecer.
Meu pai é um mistério tão grande para mim que fica difícil falar dele numa crônica.
Mas, como estou chegando à conclusão de que todo pai é um mistério para os filhos, ao contrário das mães, que são desabridas, arrisco aqui um modesto perfil.
Dono de um humor cortante, que seria cômico se não fosse sério, doce e sádico, careta e maluco, velho e criança, meu pai foi produtor, diretor e ator, um homem dedicado a todas as facetas do teatro.
Teve coragem de largar a medicina, enfrentando o pai médico e político dos tempos da política do café-com-leite, para fazer parte dessa profissão etérea. Dizem que o estalo se deu no trote da faculdade, quando em plena Cinelândia ele gritou:
'Fiat Lux!'. E as luzes da praça se acenderam numa sincronicidade cósmica.
Foi ali, logo de cara, que perdemos um médico e ganhamos um diretor. Devo a ele toda a minha curiosidade científica, devo a ele dizer o que penso,como pude fazê-lo inclusive à ele mesmo, sem achar que lhe faltava o respeito, isso me fez forte, devo a ele o cinema, a infância, Veneza, Machu Picchu, Buenos Aires e as montanhas russas. Que tudo inclusive as brigas devem ser encaradas de frente, sem medos, sem receios, porque viver, é ter coragem de encarar a vida!
Devo ao meu pai tudo o que sou que não é ser atriz, e certamente devo ao meu pai a promessa de alguma serenidade diante da velhice e da morte.
Como ele adoeceu há muito tempo, as lembranças do homem de teatro, do pai jovem e doidão, do barbudo enraivecido pela censura de Calabar se misturam fortemente com as do Fernando de saúde frágil com quem convivi nos últimos tempos. É muito difícil para um filho lidar com a doença de seu pai.
Por isso, gostaria de agradecer às muitas pessoas que nos ajudaram nesse período, em especial à Roberta, sua fisioterapeuta, aos enfermeiros Jorge e Cristiano e, acima de todos, à doutora Lúcia Braga, do Hospital Sarah Kubitscheck, que deu ao meu pai cinco, seis, dez anos a mais de vida, libertando-o dos especialistas em doenças, cortando catorze medicamentos e colocando no lugar: o teatro, os barcos, o pingue-pongue e a vida; e à doutora Claudia Burlá, geriatra, especialização cuja profundidade só fui entender na noite em que meu pai morreu, em casa, conosco em torno dele, e com ela.
Sem tubos, sem CTIs, sem prolongadores artificiais de respiração ou batimentos cardíacos. Foi ela que mandou chamar a mim e ao meu irmão, foi ela quem nos ajudou. A ver que a vida não nos pertence.Por isso o medo de perdê-la!
A morte do meu pai foi uma experiência tão caseira, humana, pacífica e acolhedora, apesar do sofrimento e da dor, que me fez por alguns segundos achar que esse absurdo que é a morte, afinal de contas, pode fazer parte da vida.
m salva de palmas para ele.
Foi um guerreiro discreto, forte e corajoso.
Espero conseguir ser assim quando chegar a hora de eu dançar a minha
Dança dos Boiardos.
Lindo texto que recebi por e-mail.
Bom sábado para você.
Beijossssssss
Fatinha

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Hoje é sexta-feira...

“Aquilo que se faz por amor,
parece ir sempre além dos limites do bem e do mal."
[Friedrich Nietzsche]
Depois do comentário que deixaram para mim
hoje eu tinha obrigação de estar melhor.
.
Boa sexta-feira...
A Vida continua...
Vamos beijaaaaaaaaaaaaaaaaaaar muito
pois hoje é dia internacional do amor.
Meu níver está chegando... eu quero é ser feliz!
Carinhosamente.
Beijosssssss
Fatinha

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Que coisa horrivel...

É a decepção...
O mundo dá voltas...e as coisas mudam...ontem eu estava tão bem!!!!
Hoje estou triste...decepcionada...como estou decepcionada... como as pessoas brincam com os sentimentos da gente... o que é isso, meu Deus!!!Será que mereço??? Claro que devo merecer...

Estou com vontade de chorar...queria conseguir dormir e esquecer o que me pertuba a mente mas não consigo.
Porque isso acontece comigo?

Mas tenho certeza que vai melhorar...
Amanhã é outro dia e tudo vai ser diferente...
Deve ser meu inferno astral, afinal daqui a 6 dias é meu níver..
Beijossssssssss
Fatinha

No dia dos professores...

Nada melhor que oferecer rosas....
Falando do professor...
Ele divide o seu tempo,
Caminha, despertando sabedoria,
é parceiro da alegria de tantos.
Abre portas de um novo amanhã,
Questiona a vida e desperta uma realidade.
Nas fórmulas, de raciocínios e regras.
Mestre!
Que estende a mão,tem o diálogo da nova caminhada
para a aventura da vida.
Faz germinar a missão de ensinar não só letras,
Mas, paz, esperança, solidariedade e coragem,
Para um novo amanhã que virá.
Um exemplo para vencer na vida.
As lições permaneceram: alguém que superou a dor,
que foi lembrança, razão e o progresso,
superando o cansaço a preocupação.
Apenas uma luz, em suas mãos, um livro, uma pintura.
Em seu olhar, a alegria de uma poesia.
Feliz dia 15 de outubro,
Dia do Professor!
(Marinês Bonacina)
Carinhosamente
Beijosssss
Farfallina

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Bom dia com...

Fernando Pessoa...
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia.
E, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado
para sempre à margem de nós mesmos."
.
Carinhosamente.
Beijossssssss
Fatinha

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Ser feliz....

Ser feliz não é ter uma vida perfeita;
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
apesar de todos os desafios e perdas.
Ser feliz é deixar de ser vitima dos problemas
e se tornar autor da própria história
Ser feliz é uma conquista e não obra do acaso...
Por isso somos felizes,
não nos apaixonamos por acaso,
mas sim por conquista um do outro,
sem que os dois percebessem.
(Desconheço autor)
Boa semana para você.
Carinhosamente.
Beijossss
Fatinha

domingo, 12 de outubro de 2008

12 de Outubro - Dia da Criança

Mensagem da criança
Dizes que sou o futuro,
Não me desampares no presente.
Dizes que sou a esperança da paz,
Não me induzas à guerra.
Dizes que sou a promessa do bem,
Não me confies ao mal.
Dizes que sou a luz dos teus olhos,
Não me abandones ás trevas.
Não espero somente o teu pão,
Dá-me luz e entendimento.
Não desejo tão só a festa do teu carinho,
Suplico-te amor com que me eduques.
Não te rogo apenas brinquedos,
Peço-te bons exemplos e boas palavras.
Não sou simples ornamento de teu carinho,
Sou alguém que te bate à porta em nome de Deus.
Ensina-me o trabalho e a humildade, o devotamento e o perdão.
Compadece-te de mim e orienta-me para o que seja bom e justo.
Corrija-me enquanto é tempo, ainda que eu sofra...
Ajude-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar.
(Meimei/ Psicografado por Chico Xavier)
Desejo a você um
Bom Domingo!
Carinhosamente
Beijosssss
Fatinha

sábado, 11 de outubro de 2008

..........................

Eu vejo a vida melhor no futuro
Eu vejo isto por cima de um muro
De hipocrisia
Que insiste em nos rodear
Eu vejo a vida mais farta e clara
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão
Eu quero crer no amor numa boa
Que isto valha pra qualquer pessoa
Que realizar A força que tem uma paixão
Eu vejo um novo começo de era
De gente fina, elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não
Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Que não há tempo que volte, amor
Vamos viver tudo o que há pra viver
Vamos nos permitir

(Musica cantada por Lulu Santos)
Bom fim de semana
Carinhosamente
Beijosssss
Fatinha

Rimango qui da solo
a pensare a te,
scaldi il cuore di ricordi,
appaghi la memoria
mentre mi perdo
dietro il volo leggero
di una farfalla bianca.

Carinhosamente
Beijossss
Fatinha

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Boa sexta-feira...

Da janela vê-se o Corcovado,
o Redentor, que lindo....
.......................................
E eu que era triste,
descrente deste mundo...
.......................................
Quero a vida sempre assim.

(Com a bênção de Elis, Tom Jobim me espera)
Boa sexta-feira para você.
Carinhosamente.
Beijosssss
Fatinha

Camera nel Campo

"La Camera nel campo continua là!
Il mio desiderio che devo portare a termine,
Per vederli per svegliare al mio lato
Il sorriso grazioso, amava l'uomo.
Viene dell'aroma della cucina del caffè,
Come nella stufa la legna da ardere fatta è!
Là è uccelli canta l'alba
Fanno una passeggiata nei giardini fra le rose bianche…
È ora di innalzamento, non senza prima nell'amarli!
La E questo desiderio, delirium, amava l'amore
Ora avenges e sacramentaIn questo canzone
fatta del poem
Per calmare i nostri cuori,
Come nella distanza ancora sopportata nel regno!
Mentre non possiamo
Vita insieme da costruire,
Miniera di amore, in attesa,
Siete per me molto amavate."

Carinhosamente
Bom fim de semama!
Beijossssssss
Fatinha

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Faça uma visita...

A esses blogs e dê a sua opinião é importante para mim.
.
.
.
Carinhosamente.
Beijossssss
Fatinha

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Boa semana pra você...

A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo sem tirá-las do meu coração.
Sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostrar que sou diferente do que elas pensam. Fazer de conta que tudo está bem, quando isso não é verdade.
Acreditar que tudo vai mudar.
Calar-me , ouvir e aprender com meus erros.
Afinal, eu posso ser melhor.
Sorrir quando desejo gritar todas as minhas dores para o mundo.
Ser forte quando os que amo estão com problemas.
Ser carinhosa com todos que precisam de carinho.
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos.
Perdoar incondicionalmente pois já precisei ser perdoada.
Amar incondicionalmente pois também preciso ser amada !!!!!!!

(Desconheço autor)
Carinhosamente.
Beijosssss
Fatinha

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Parlo d' amore...


Per il mio cuore basta il tuo petto,

per la tua libertà bastano le mie ali.

Dalla mia bocca arriverà fino al cielo,

ciò ch'era addormentato sulla tua anima.

Pablo Neruda

Beijoss!
Fatinha

Eu escolho ser feliz...

A felicidade são instantes
Onde busco realizações e
Soluções para minhas
lágrimas e meus medos.
A felicidade é quando acordo
Vejo tudo azul, olho o sol e
Não me sinto tão só.
A felicidade somos nós.
A felicidade é você.
Faça como eu.
Dê lugar em sua vida
Somente a felicidade!
Jogue fora os momentos que
Podem te deixar pensativa.
Faça como eu.
Escolha um caminho.
Você tem opções.
Eu escolhi ser feliz, sou feliz!
Vivendo e aprendendo.
Buscando e encontrando.
Sorrindo e chorando.
Mas, sobretudo amando,
SEMPRE.

Fátima Merigue de Mendonça.
Passei para desejar a você
uma semana iluminada...
Cainhosamente.
Beijossss
Fatinha

sábado, 4 de outubro de 2008

Chicletes...

Atualmente esse é o meu
"trauma"...
Um dia desses conto o porque...
Carinhosamente.
Beijossss
Fatinha

solitario...

Não me julgues.
Não tentes entender-me.
Sou como o vento
Não tenho destino.
Apenas passo...
Aproveita a brisa !
Não me prendas,
Não me possuas.
Sou como água,
Se pres, evaporo.
Mate apenas tua sede!
Não tentes guardar-me.
Não me aprisiones.
Sou como as flores Colhido, feneço.
Guarda-me o perfume!
Não me descrevas.
Não me modifiques.
Sou como um sonho,
Uma ilusão.
Não me acompanhes,
Não tente seguir-me.
Sou como um cometa,
Solitário
Apenas admira-me...
Neste momento, então,
Serei Poeta.
Teu Poeta.

(Desconheço a Autoria)
Tenha um lindo sábado.
Carinhosamente.
Beijossssssss
Fatinha

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Colhendo flores...


“…Amanhã virás,
andarás comigo a colher
flores pelo campo,
E eu andarei contigo
pelos campos
ver-te colher flores…”

(Fernando Pessoa)
Bom dia!
Boa sexta-feira!
Carinhosamente...
Beijosssss
Fatinha

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

??????

"Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,
vem a vida e muda todas as perguntas..."
.
Passei por aqui para desejar uma
Boa Tarde!!!
Carinhosamente.
Beijosssss
Fatinha

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Nasa... 50 anos

Equipe da Nasa no Stennis Space Center
posa para foto de aniversário

Armostrong primeiro homem a pisar na lua.
O astronauta Buzz Aldrin na Lua, em foto tirada por Neil Armostrong

.
Há exatos 50 anos, a Nasa (agência espacial norte-americana) iniciava suas operações em resposta ao lançamento do primeiro satélite orbital pelos russos, o Sputnik, em outubro de 1957.Apesar de o aniversário ser hoje, a comemoração da Nasa aconteceu no último dia 24, com uma festa no National Air and Space Museum, em Washington DC. Neil Armstrong, o primeiro astronauta a pisar na Lua, participou do evento.

(reportagem da uol.com.br)

Carinhosamente.
Beijossss
Fatinha

Pontes...

Eu tenho medo,
Você tem a paz,
Tem a loucura que
a manhã ainda lhe traz...
Eu tenho a terra,
Você tem as mãos,
tem o desejo que
bate em nós no coração.
E eu, e você,
perdidos e sós,
amantes distantes,
que nunca caiam as pontes entre nós...
Porque por mais que a erosão da vida tente destruir e quebrar as pontes que existem... arranjaremos sempre...

Mas sempre...
Uma ou outra... maneira de remendar e consertar....
a ponte que existe entre nós!!

(Desconheço autor)
Boa quarta-feira para você.
Carinhosamente.
Beijossss
Fatinha