Cidade de Vassouras

1

Coleção Primavera/Verão - 2009 - Gelsomina - Siena - Itália


.......

150

150

terça-feira, 30 de outubro de 2012


"Ser sensível nesse mundo requer muita coragem. 
Muita. Todo dia. Esse jeito de ver além dos olhos, de ouvir além dos ouvidos, de sentir a textura do sentimento alheio, tão clara, no próprio coração. 
Essa sensação, às vezes, de ser estrangeiro e não saber falar o idioma local, de ser meio ET, uma espécie de sobrevivente de uma civilização extinta. 
Essa intensidade toda em tempo de ternura minguada.
Esse amor tão vívido em terra em que a maioria parece se assustar mais com o afeto do que com a indelicadeza.
Esse cuidado espontâneo com os outros.
Essa vontade tão pura de que ninguém sofra por nada.
Esse melindre de ferir por saber, com nitidez, como dói ser ferido. Ser sensível nesse mundo requer muita coragem. Muita.
Todo dia." 


Ana Jácomo


'É preciso viver apaixonadamente, em qualquer situação, indistintamente. 
Seja lá o que for que você faça, empregue toda tua energia e todo teu espírito nesta tarefa. 
Acredite, se fizeres assim, sentirás prazer até em lavar pratos ou em varr
er a calçada, por quê há vida e beleza em tudo, e cada momento é importante, principalmente este que você nem percebe passar e, por favor, largue estes pratos e esta vassoura: há música no ar! 
Cante, ainda que desafinado, e dance, mesmo sem saber dançar.

Chore todas as lágrimas que tiver e ria até não mais poder.

Ame, perdoe, sinta raiva, chute o balde, faça aquilo que você verdadeiramente tem vontade de fazer. 

Não é convencional? É arriscado? O que as pessoas irão pensar? Afinal, o que você pretende?

E eu quero o melhor do meu trabalho, o melhor da minha família, o melhor da minha vida.

Se você também quer isso, envolva-se de mágica, deixe fluir a energia que existe em você. 

O universo inteiro está latente dentro de ti e tudo que você precisa fazer é deixar-se explodir.

E quantas coisas surgirão, quanto a fazer, quanto a conhecer. Vá, não olhe pra trás. 

Não pense em nada, apenas confie em você. 

Você marchará rumo ao infinito e o que você viverá poderá ser bom ou ruim, nunca se sabe, mas sempre será enriquecedor, não duvide disto. 

E nunca, nunca se deixe vencer pelo medo, siga em frente.

Ninguém conquista um sonho sem perseguí-lo, ninguém anda uma milha sem dar o primeiro passo.

Se ao fim da estrada alguma sombra de arrependimento te atacar, ainda assim levante a cabeça, orgulhe-se por ter tentado, por ter buscado, por ter empregado todas as tuas forças até o último instante. 

Tanto pior e sempre pior é arrepender-se daquilo que você não fez.'



Augusto Branco

quarta-feira, 24 de outubro de 2012





quarta-feira, 10 de outubro de 2012


Se soubéssemos escutar os anjos,
certamente eles nos inspirariam
o melhor caminho a tomar, a decisão correta,
as palavras certas, na hora exata...
Mas nossa audição
não alcança o celestial.
Nossa mente está impregnada
dos ruídos que escutamos no decorrer do dia;
e à noite, ao invés de escutarmos o silêncio,
esses ruídos ainda ficam
martirizando nosso cérebro.
E é exatamente nesse momento,
que devemos elevar nosso pensamento
procurando nos desligar de tudo
o que acontece ao nosso redor.
Devemos silenciar nossa alma inquietante
nossa mente agitada, a dor que nos fere,
a solidão que nos cerca, o amor que machuca...
Devemos, pelo menos, tentar paralisar todos os ruídos
e nos aprofundar num silêncio absoluto.
E então, certamente,
os Anjos começarão a falar.
Chico Xavier


domingo, 7 de outubro de 2012


"– A vida, senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos – viver é isso. É um dorme e acorda, dorme e acorda, até que dorme e não acorda mais [...] A vida das gentes neste mundo, senhor Sabugo, é isso. Um rosário de piscados. Cada pisco é um dia. Pisca e mama, pisca e brinca, pisca e estuda, pisca e ama, pisca e cria filhos, pisca e geme os reumatismos, e por fim pisca pela última vez e morre. – E depois que morre?, perguntou o Visconde. – Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?" 
Monteiro Lobato

sexta-feira, 5 de outubro de 2012


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

04 de Outubro 
Dia de São Francisco de Assis 


Prece a São Francisco de Assis

Agasalha a minha alma na concha de tuas mãos,
tal como se fosse um pássaro perdido em busca de abrigo.
Acalenta meu coração junto às dobras do seu manto,
como a um cordeirinho em busca de paz.
Fala-me com ternura, como fizeste aos peixes,
para encher de doçura e saber o meu entendimento.
Apascenta as minhas imperfeições,
como o fizeste com o lobo,
deixando-o carinhosamente a teus pés.
Eleva os meus pensamentos
nas asas dos pássaros que voam pelos céus.
Prostra o meu orgulho sobre a relva verde do chão.
Abre meu coração ao teu exemplo,
como se descerram as corolas das flores para o orvalho da manhã.
Estende-me as tuas mãos
para que te siga sem esmorecer
pela estrada do amor, da paz e da humildade.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012